Barbados Com mais de 60 praias de areia branca e mar em diversos tons de azul, Barbados é um destino perfeito para quem gosta de esportes náuticos, pescar, praticar snorkel ou apenas relaxar.

Resultado de imagem para mapa barbados

Apesar de pequena (a ilha possui 34Km de comprimento e 23Km de largura = 431 Km²), a paisagem é bem diversificada: Há praias calmas, como a Carlisle Bay, praias boas para surfar, como a Bathsheba, praias badaladas, caso da Dover Beach, além da Crane Beach, considerada uma das 10 praias mais lindas do mundo.

O clima da região é tropical, com temperaturas entre 22° e 31° o ano todo. Apesar de não costumar ser atingido por furacões, a ilha pode ser afetada por ciclones tropicais, o que costuma trazer chuvas intensas entre Junho e Outubro.

Um pouco de história e geografia

Barbados é um país insular, ou seja, um país independente cujo território é composto de uma ilha ou um grupo de ilhas. Está localizado nas Pequenas Antilhas, na América Central, e é o país mais oriental do Caribe.

A atual rainha de Barbados é Isabel II, representada por um governador-geral, atualmente Sir Clifford Husbands. O chefe de governo é o primeiro-ministro, atualmente Freundel Stuart, que substituiu David John Howard Thompson após a sua morte repentina em outubro de 2010.

Resultado de imagem para rainha de Barbados é Isabel II

Na costa Oeste da ilha, no lado do Caribe, ficam Bridgetown, que é a capital do país, e Holetown, onde ficam as mansões, lojas de grife, duty frees, iates, os hotéis luxuosos e o terminal de cruzeiros.

Resultado de imagem para Bridgetown

O outro lado da ilha, a costa Leste, é banhada pelo oceano Atlântico. Uma das principais praias é a Bathsheba, com uma laje de coral e ouriços gigantes, é conhecida por ser o paraíso dos surfistas.

Bathsheba

Na costa Sul ficam as praias mais calmas, como a Carlisle Bay, com suas águas incrivelmente cristalinas, a Dover Beach, uma praia pequena onde possível alugar cadeiras e barracas e comprar cervejas nos barzinhos.

Carlisle Bay
Imagem relacionada
Dover Beach

E na costa Sudeste ficam as impressionantes Crane Beach e Bottom Bay, praias mais bravas, mas de parada obrigatória para fotografar.

Imagem relacionada
Crane Beach
Bottom Bay

O horário comercial da cidade é das 8h às 16h30. As lojas dos shoppings fecham por volta das 20h ou 21h.

Onde ficar

The Crane Resort – Localizado em uma das 10 praias consideradas as mais lindas do mundo, foi construído em 1887 e fica no alto de um penhasco de 15 metros. Possui um elevador panorâmico para acessar a praia, quartos amplos, 5 restaurantes, lojas, piscinas e até uma vila! Deste hotel é possível assistir a pores-do-sol espetaculares. Por ser mais afastado da cidade, vale a pena pegar o pacote all inclusive. Como fica do lado do oceano Atlântico, o mar tem muitas ondas e venta bastante.

The Crane Resort

Hilton Barbados resort – Excelente Hotel, super confortável com 3 restaurantes e piscinas externas. Fica a 20 minutos de caminhada da Brownes Beach. Oferece prática de mergulho autônomo, surfe, bodyboard, vôlei, esqui, windsurfe e aulas de tênis e de ioga.

Colony Club by Elegant Hotels – A principal característica do hotel são as sinuosas piscinas e os lindos jardins, verdadeiramente incríveis! É um resort a beira mar, localizado na região de Porters, lado oeste da ilha, banhado pelo mar do Caribe. A praia em frente ao hotel é ótima para mergulho e para ir com crianças. Oferece caiaque, SUP, e outros esportes aquáticos, tudo incluído na hospedagem.

Crystal Cove by Elegant Hotels – Hotel maravilhoso em uma bela praia, calma, sem ondas e cristalina, perfeita para descansar e tomar sol. Não é indicado para quem gosta de agito. Para jantar no restaurante é necessário traje social, não sendo permitido bermudas. O mar é ótimo para praticar snorkel e a praia é ótima para crianças. Há recreação infantil grátis para idade entre 3 e 11 anos.

O

O que fazer

Com clima quente o ano todo, é possível aproveitar as diferentes praias e fazer muitas atividades: curtir o mar, surfar, praticar vela, paddle board, caiaque, snorkel, além da possibilidade de nadar com dezenas de tartarugas, mergulhar em navios naufragados, aprender windsurfe, SUP, assistir e jogar partidas de críquete ou de golfe. Tem até aulas de natação no mar para todas as idades. Como há algumas praias bravas, procure sempre se há uma bandeira vermelha (que indica perigo) antes de entrar na água.

Uma informação importante é que todas as praias de Barbados são públicas, mas alguns hotéis fecham a areia com muros e pedras. Para chegar até elas é necessário descobrir entradas alternativas, até mesmo passar pelos saguões dos hotéis, quando possível.

Passar o dia no Crane Resort – Se não estiver hospedado neste hotel, você pode pagar a taxa para utilizar as escadas ou elevador panorâmico até o topo do penhasco para ter uma vista incrível da praia e também pode fazer reservas para jantar em um dos 5 restaurantes do resort.

Provar o melhor Rum do mundo – O Rum de Barbados é considerado o melhor do mundo graças às rochas de calcário que servem de filtro natural para a água. As outras ilhas que produzem a bebida possuem solo vulcânico. Por isso, não deixe de visitar as destilarias locais.

Compras – Se você pretende fazer umas comprinhas, Bridgetown é considerada a melhor opção, pois concentra a maior variedade de lojas. Broad Street e Swan Street são as duas ruas principais para fazer compras. No shopping Cave Shepherd você encontrará produtos como perfumes, bebidas, roupas, joias e lembrancinhas. Já em Swan Street você verá muitos ambulantes locais. Localizado próximo à costa sul, o Shearton Mall é o maior shopping da ilha com 120 lojas e serviços. Na parte oeste, está localizado o shopping Limegrove, com lojas de marcas internacionais.

Mergulhar – Há empresas que levam você para mergulhar e ver barcos naufragados, peixes e tartarugas. É, sem dúvida, um passeio imperdível em Barbados!

Visitar cavernas – A Animal Flower Cave é uma caverna que forma uma piscininha e possui um visual incrível! Fica no norte da ilha e é possível chegar de carro. Tem que pagar uma pequena taxa ($10) para entrar e um guia acompanha explicando a formação.

Navegar em um submarino – Em Barbados você pode realizar o sonho de passear em um submarino que chega a 50 metros de profundidade e é possível ver peixes, raias e tartarugas. Se você mergulha com cilindro não recomendo fazer este passeio, mas se tem vontade de ver a vida marinha mas não gosta muito de mergulhar, então vale a pena! Se você costuma enjoar, uma dica importante é tomar um Dramin ou Plasil, pois a embarcação balança um pouco. Para reservar e comprar os ingressos para o Submarino Atlantis acesse o site: http://barbados.atlantissubmarines.com/

Festejar – Um dos festivais mais famosos e populares do país é o Crop Over, o Carnaval de Barbados, que acontece todos os anos entre os meses de maio e agosto.

Onde Comer

A culinária local é conhecida como bajan e é uma mistura de influências africanas, europeias e caribenhas.

Barbados possui restaurantes requintados, com gastronomia de qualidade.

Peixes e frutos do mar são a base dos pratos barbadianos. Não deixe de provar o “Macaroni pie”, uma torta de macarrão de forno. A comida local é bem temperada e com muita pimenta.

Mercado de Oistins – São vários quiosques e pequenos restaurantes especializados em peixes, localizado em um vilarejo na costa sul. É o lugar ideal para provar o peixe-voador (Flying fish), preferido dos turistas. Todas as sextas e sábados à noite acontecem um festival com música, artesanato e apresentações no local.

The Tides – Se você procura um lugar refinado, com atendimento impecável, atenção aos detalhes e pratos saborosos, não deixe de ir a este restaurante. É necessário fazer reserva. Pergunte sobre a disponibilidade de mesa com vista para o mar. Possui excelente avaliação no Trip Advisor

The Tides
The Tides

Rockley – Tem um calçadão com diversos restaurantes, incluindo comida saudável no The Good Life ou os mais econômicos como o caribenho Just Grillin

Como chegar

O aeroporto de Barbados é Grantley Adams (BGI). Também conhecido como Aeroporto de Seawell, fica em Bridgetown. Com o fim dos vôos diretos da Gol e também da Avianca (via Bogotá), o caminho mais curto a Barbados é via Miami, com a American Airlines, saindo de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife e Manaus. (Se você tiver uns dias em Miami, vale se programar para fazer o cruzeiro de um dia em Bimini. Leia mais sobre a ilha neste post)

Moeda

A moeda de Barbados é o Dólar Barbadense. O Dólar americano é bem aceito na ilha.

Como se locomover

Como a ilha é pequena, vale a pena alugar um carro para ter liberdade, e poder parar em várias praias e ficar o tempo que desejar.

Em Barbados a direção é a mão inglesa, ou seja, os carros se mantem à esquerda e os volantes ficam do lado direito. Mas é bem tranquilo dirigir por lá.

Caso não queira alugar carro, procure deixar para andar de taxi a noite, pois não são muito baratos. De dia você pode fazer passeios com transporte incluído, em que as agencias buscam e deixam você no hotel.

Também é possível utilizar as ZR (fala-se: zéd-ár), que são vans que fazem as rotas dos ônibus e são baratinhas. Tanto as ZR quanto os ônibus custam 2 dólares de Barbados (não aceitam dólar americano).

Habilitação – Não é preciso ter habilitação internacional, a CNH brasileira é aceita em Barbados.

Mapas – O app Google Maps é um ótimo guia de viagem, funciona off line e te ajuda a chegar nas diversas praias, mesmo as mais escondidas. Mas é necessário baixar o mapa do país antes de sair para explorar.

Idioma

A língua oficial de Barbados é o inglês.

Documentos

Passaporte – Válido por seis meses a contar da data da viagem.

Visto – Não é necessário visto para turista por até 180 dias.

Vacinação – É exigido o certificado internacional de vacinação contra febre amarela.

Confirmação de hospedagem – Para entrar em Barbados é imprescindível que o viajante declare o endereço onde ficará hospedado durante sua permanência na ilha.

Cruzeiros marítimos – Cidadãos brasileiros que ingressarão no país pelos cruzeiros marítimos devem permanecer no navio enquanto as autoridades alfandegárias locais realizam os trâmites necessários. Mesmo enquanto o navio permanecer aportado, apenas o capitão do navio poderá deixar a embarcação. Recomenda-se que cidadãos brasileiros certifiquem-se que tenham autorização para deixar o navio antes de desembarcarem no país. Para mais informações sobre viagens em cruzeiros marítimos, acesse a página http://www.portalconsular.itamaraty.gov.br/antes-de-viajar/viagens-em-cruzeiros-maritimos

Dicas

#1 – Os barbadianos são muiiiito simpáticos! Eles cumprimentam, conversam e acenam o tempo todo. Quando tiver oportunidade, diga a eles o quanto está gostando do país, eles ficarão muito orgulhosos e certamente irão te dar ótimas dicas para curtir ainda mais a ilha.

#2 – Como o dólar americano é super bem aceito, não tem necessidade de levar euros ou libra. Muitos locais não aceitam apenas as notas de 100 dólares, por isso procure já trocar por notas menores em algum banco ou casa de câmbio.

#3 – Leve protetor solar! Pode parecer clichê, mas o protetor solar é item obrigatório na sua mala de viagem. A radiação solar no Caribe é muito intensa e você não vai querer ficar todo ardido nas suas férias, né?

#4 – Caso você se depare com uma árvore cheia de frutinhas que lembrem maçãs verdes, não coma e nem toque nelas! Na verdade, são chamadas de manchineel ou beach apples, em inglês, frutos venenosos que podem causar queimaduras.

#5 – A água que sai das torneiras da ilha é potável. Então, refresque-se à vontade.

#6 – Em Barbados é proibido vestir roupas camufladas. Apenas os soldados podem usá-las. A medida foi tomada por questões de segurança no país.

Anúncios

Deixe uma resposta