Esse é um post com dicas para ajudar na sua viagem para San Andrés, aqui você vai encontrar informações e Quando ir, Onde Ficar, O que fazer, tudo sobre San Andrés.

Conhecida pelo seu mar de 7 cores, o arquipélago de San Andrés é composto pelas ilhas ‘San Andrés’, ‘Providencia’ e ‘Santa Catalina’. Localizado no mar do Caribe, pertence à Colômbia desde 1803.
Com pelo menos 40 pontos de mergulho, o arquipélago já é um dos destinos queridinhos pelos brasileiros. Além disso, San Andrés é uma Zona Franca, ou seja, muitas vezes vale como destino de compras, principalmente de bebidas alcoólicas.

Quando ir
Por estar próximo à linha do Equador, o clima é quente durante o ano inteiro, assim como a água do mar, com temperaturas médias entre 26⁰C e 30⁰C. No entanto, chuvas fortes são comuns na Colômbia e, normalmente, se intensificam durante os meses de outubro e novembro.

Onde ficar

Em San Andrés existem diversos tipos de acomodações para todos os tipos de preferências: desde hostels, passando por hotéis mais simples, mais sofisticados e até mesmo com opções all inclusive, além da possibilidade de fazer reservas pelo AirB&B.

A maioria dos hotéis all inclusives fazem parte da rede Decameron, são os maiores e bem estruturados da ilha. Porém, nossa opinião é que não vale optar por este sistema para não “ficar preso” ao hotel e assim poder conhecer a ilha, reservar passeios e experimentar os restaurantes locais.

Nossa sugestão são os hotéis em North End, próximos ao Peatonal, pois ali estão os comércios, os restaurantes e as lojas, sendo possível chegar a estes lugares caminhando. Além disso é dali que partem os barcos para os passeios. Caso você prefira ficar mais isolado, pode optar por uma hospedagem em San Luis, que é mais afastado, sossegado e tem praias lindas, mas neste caso, não esqueça de alugar um veículo para sair para jantar.

San Luis Place By El Dorado – Fica em San Luis, a aproximadamente 4Km do centro. Pé na areia e próximo à lindas praias! Prefira os quartos virados para o mar para aproveitar ainda mais a sua estadia.

Hotel Casablanca – Ótima localização, a beira mar e próximo ao centro. Possui quartos amplos, piscina e um excelente café da manhã.

San Andres Noblehouse Hotel – Ótimo custo benefício. O hotel fica próximo ao centro e cerca de 100 metros da praia. Tem café da manhã incluído na diária.

Sol Caribe Campo – Hotel All Inclusive em San Luis. Tem piscinas para adultos e crianças, serviço de traslado gratuito ao centro da ilha e ao clube de praia, em Rocky Cay Bay. Se for com pessoas idosas ou crianças recomendamos pedir quartos próximos à recepção. Os três restaurantes servem pratos da culinária regional, além da italiana e internacional. O café da manhã é oferecido diariamente com um buffet de frutas frescas, sucos, frios, pães, ovos e arepas. Os bares do resort servem bebidas e licores em lugares diferentes, incluindo o clube de praia.

O que fazer
Dar a volta na ilha – Uma das vantagens em alugar uma scooter ou um carrinho de golfe é a liberdade para dar a volta na ilha e se aventurar a descobrir as praias. Com certeza você irá se surpreender e entender porque o local é conhecido como o mar de 7 cores!

North End – É o centro de San Andrés, onde se concentra a zona hoteleira, comercial, bancária, governamental, além dos principais restaurantes, pizzarias e cafeterias.

Hoyo Soplador – trata-se de uma fenda na rocha próxima ao marque forma uma espécie de gêiser e sopra água com muita força. Há muitas lojinhas para comprar lembrancinhas próximas ao Hoyo.

Hoyo soplador

Hoyo Soplador

El Acuario e Haynes Cay Uma pequena ilha com águas tão transparentes que chega a ser inacreditável! O único inconveniente é que está sempre muito cheia de turistas. Procure andar um pouco mais para o outro lado e fugir da aglomeração. A ilha tem estrutura para aluguel de equipamentos, banheiro, guarda-volumes e uma pequena lanchonete. Para chegar até Haynes Cay é possível andar ou nadar até lá (são apenas 200 metros em uma água bem rasinha) ou ainda alugar um pedalinho para fazer o trajeto entre uma ilhota e outra por 5 mil pesos colombianos. Para este passeio é imprescindível levar sapatilhas e protetor solar!
Johnny Cay – É possível avistar esta pequena ilha da praia Peatonal, no centro de San Andrés., que mais parece uma pintura tamanha a sua beleza! Com muitas palmeiras, areia bem branquinha, e um azul do mar que chega a ser estonteante! Porém, assim como El Acuario, é bem muvucada de turistas que acabam deixando seu lixo espelhado pelas praias.

El acuario

West View – É um pequeno parque ecológico localizado no lado mais tranquilo da ilha de San Andrés. O parque abre às 9h e cobra uma pequena taxa de entrada. Possui um trampolim que alcança até 10 metros de altura dependendo da maré e um tobogã que termina em uma piscina natural repleta de peixes e belos corais. Vale a pena ir com máscaras para fazer snorkel. Nossa dica é conhecer esta praia a tarde, quando já está mais vazio.

La Piscinita – Um pouco menor que West View, trata-se de uma formação natural construída pelo mar na rocha coralina que rodeia a ilha. Possui águas transparentes e muitos peixes que vem comer pão na mão das pessoas que entram na água. Porém, é tão cristalina, que dá para ver os peixes mesmo de fora. Também é necessário pagar uma pequena taxa para entrar que dá direito a alguns pães para alimentar os peixes.

Ilhas Providencia e Santa Catalina – Tons incríveis de verde e azul, paz e paraíso! Estas palavras definem as pequenas ilhas que compõem o arquipélago de San Andrés. As duas ilhas são protegidas por barreiras de corais que atraem amantes de ecoturismo e de mergulho e são interligadas pela colorida ponte dos “Namorados”.
Para chegar em Providencia só é possível com bimotores ou com catamarãs. A diferença de preços não é muito significativa, mas são necessários apenas 20 minutos para ir pela via aérea, enquanto que ir com a embarcação, a viagem se estende por 3 horas e é muito cansativa, especialmente para quem enjoa facilmente.
Há muitos passeios para outras pequenas ilhas que são feitas de lanchas. Não deixe de ir ao Cayo Cangrejo, um dos pontos mais bonitos da região. Ao se aproximar as pessoas já ficam sem ar tamanha a beleza da cor do mar. Além disso, ao subir uma pequena trilha você terá uma vista incrível 360° das redondezas. É necessário pagar uma pequena taxa de conservação ambiental. Não esqueça de levar câmera fotográfica (ou o celular!), mascaras para snorkel, e protetor solar.

San Andrés

Onde comer
Peixes e frutos do mar são os pratos típicos do arquipélago. As receitas incluem mariscos, lagostins, caranguejos e peixes. Os principais acompanhamentos são arroz de coco, mandioca e caracol cozido. O mais comum é um prato chamado rondón, uma sopa com peixe ou caracol que leva mandioca, batata e banana. A sopa de caranguejo e o patacón, um bolinho frito feito com batata ou banana amassada, também são pratos comuns nos cardápios.
Restaurante Gourmet Shop – Uma excelente opção! Ambiente aconchegante, decoração descolada com garrafas penduradas no teto, pratos deliciosos e ótimo atendimento. Os preços são um pouco mais altos que o restante praticado na ilha, mas vale a pena.
La Regatta – Considerado um dos melhores restaurantes de San Andrés, tem uma linda vista para a Baía. Tem um bom serviço, ambiente aconchegante e preços compatíveis. Os principais pratos são: ceviche, carpaccio de polvo, creme de lagosta peixes, lagosta e langostinos.
Donde Francesca – especializado em peixes e frutos do mar, é ideal para quem quer comer olhando para uma praia bonita. Vale a pena ir de dia, quando o visual faz toda a diferença. No cardápio: carpaccio de polvo, langostino com alho, atum com direito a dois acompanhamentos, parrillada de mariscos e lagosta com ervas finas.

Como chegar

Moeda
A moeda oficial de San Andrés é o Peso Colombiano, mas o dólar é bem aceito nas ilhas. Você pode comprar dólares ainda no Brasil ou trocar Reais pelos Pesos Colombianos nas agências de câmbio locais, assim você não precisará fazer a conversão das moedas novamente. Não são todas as casas de câmbio que trocam reais, mas você certamente irá encontrar algumas opções.

Como se locomover
San Andrés é uma ilha relativamente grande, por isso é importante escolher o seu meio de transporte para que possa conhecer os principais pontos.
Há táxis disponíveis, porém eles não usam taxímetro e nossa sugestão é negociar o preço antes de embarcar.
Abaixo seguem algumas opções de veículos para locação, mas o mais importante é pesquisar alguns lugares, barganhar o valor da diária e alugar por diversos dias, que com certeza vai valer mais a pena!
O melhor custo/benefício para se locomover na ilha é a scooter, que pode ser facilmente alugada (sem qualquer burocracia ou capacete). Vale a pena ir até o centro barganhar um pouco.
Outra opção é alugar um carrinho de golfe, que pode ser no modelo de dois ou de quatro/cinco lugares. É bem divertido e gostoso andar com o carrinho pela ilha, mas tem o inconveniente de ser muito lento e não possuir farol, o que impossibilita saídas noturnas. Os preços podem variar entre 100 mil e 200 mil pesos colombianos.
Existe também um carrinho mais rápido, que é muito parecido com o de golfe, mas com um motor mais potente. Essa opção também está disponível nos modelos de dois ou quatro/cinco lugares e tem a vantagem de ser mais rápido e possuir luz para transitar à noite. Porém essa é a opção mais cara entre as demais, podendo chegar até 300 mil pesos colombianos.
Para qualquer uma das opções é muito mais vantajoso se você alugar por diversos dias – a diária isolada, além de mais cara, é mais difícil de negociar o valor. É bacana comparar os preços praticados por diferentes lojas de aluguel antes de decidir, são várias e elas ficam uma ao lado da outra.

Idioma
A língua oficial é o Crioulo, uma mistura de inglês, castelhano e alguns idiomas africanos, mas grande parte dos nativos domina bem o inglês.

Documentos
Passaporte – Não é obrigatório passaporte nem visto para viajar a San Andrés. Por pertencer à Colômbia, brasileiros que viajam a turismo poderão entrar no país apenas portando um RG com foto (não esqueça que atualmente este documento tem validade de 10 anos, desde que esteja em bom estado e com foto legível). Caso faça conexão no Panamá, será necessário apresentar passaporte com validade mínima de 6 meses.
Visto – Não é necessário visto para ir à Colômbia, porém, se seu vôo for pelos Estados Unidos, você precisará ter visto americano válido.
Vacinação – É exigido o certificado internacional de vacinação contra febre amarela.
Um cartão de turismo, no valor de 48.000 COP, é exigido para conhecer as ilhas de San Andrés, Providência e Santa Catalina. O cartão é vendido nas próprias companhias aéreas antes da chegada à ilha, sendo exigido tanto na entrada como na saída, por isso não o perca. Outra dica importante é observar junto à companhia aérea que fará sua viagem, qual é a moeda aceita para o pagamento desse cartão. Em Bogotá, por exemplo, a Copa só aceita o pagamento em pesos colombianos, no Panamá são aceitos dólares.

Dicas San Andrés
#1 – Muitas praias do arquipélago são coralíneas, por isso leve sempre um calçado para mergulho e snorkel, evitando, assim, os gastos com aluguel. O sapato para mergulho, feito em neoprene e borracha, é indicado mesmo para quem não fará mergulhos profundos, pois as pedrinhas podem incomodar. Tanto o calçado quanto a máscara e protetor solar são encontrados por bons preços nas lojas de San Andrés.
#2 – Muitos estabelecimentos comerciais abrem em torno das 9h, fecham às 12h30 e reabrem às 15h, funcionando até as 20h/20h30.
#3 – Leve sempre o protetor solar, mesmo que o dia esteja nublado. O Sol é impiedoso nestas ilhas.
#4 – Caso pretenda conhecer Providencia, vale a pena se programar para ficar pelo menos 2 dias inteiros na ilha. Quanto a San Andrés, nossa sugestão é ficar pelo menos 5 dias inteiros para conhecer bem a ilha e os arredores com calma.

Confira nossas dicas sobre:

Curaçao

Aruba

Bahamas

O Caribe

Anúncios

Deixe uma resposta