O sargaço já chegou às praias do Caribe Mexicano, onde estão importantes destinos turísticos como Cancún e Playa del Carmem

 

O sargaço (ou sargassum) é uma alga verde escura que vive nas águas do mar e move-se de acordo com as correntes dos oceanos. Quando as águas ficam mais quentes, melhora as condições para o seu crescimento e, em menos de vinte dias, ela dobra sua biomassa, já que tem a facilidade de crescer muito rapidamente.

Assim, as algas tornam marrons as praias cristalinas do Caribe e representam uma ameaça real aos interesses turísticos da região.

Destinos como Cancún, Playa del Carmem e Tulum são diretamente afetados pelo problema.

Saiba mais sobre o que é o sargaço neste post 

Sargaço em Playa del Carmem
Sargaço em Playa del Carmem

A onda de sargaço deverá continuar chegando ao Caribe Mexicano nas próximas semanas

 

O presidente da Associação de Hotéis de Cancún, Roberto Cintrón Gómez, informou que “imagens de satélite mostram uma quantidade muito maior de sargaço do que prevíamos. Seriam 170 mil toneladas, mas estamos falando de até 500 mil, o que é uma quantidade muito forte”.

As autoridades estimam que pelo menos 50 milhões de dólares serão alocados – entre o que já foi gasto em 2018 e o que está planejado para 2019 – para acabar com o problema.

A campanha inclui equipamentos com maquinaria e barcaças especiais para coletar as algas no mar, caminhões leves para transportar o sargaço capturado para os locais de depósito, bem como barreiras de contenção.

A alga chega ao Caribe a partir de duas fontes principais: o Mar dos Sargaços, no Triângulo das Bermudas, e uma nova área, ao norte do equador, onde se acumula ao largo da costa do Brasil para entrar no Caribe.

Sargaço em Cancún
Sargaço em Cancún

Veja a situação das praias do México ao vivo pelas webcams. Basta selecionar o estado Quintana Roo e depois escolher a região que deseja ver.

 

O que está sendo feito para tentar conter esta onda de sargaço?

 

Com uma bomba de sucção elétrica, os trabalhadores da Diretoria da Zona Territorial Marítima Federal (Zofemat) tentam remover as algas.

O projeto experimental foi colocado em prática na praia de El Recodo, onde existe uma quantidade maior de sargaço. O mecanismo conecta um sistema composto de mangueiras, uma tela e uma fonte de energia elétrica que fornece um gerador.

Recentemente foi realizada uma reunião do chamado Protocolo de Puerto Morelos, que foi formado em 2014, quando o problema do acúmulo maciço dessas algas começou a crescer exponencialmente. Neste simpósio, a industrialização do sargaço foi proposta como alternativa.

Sargaço em Playacar, Playa del Carmem
Sargaço em Playacar, Playa del Carmem

O que diz o governo?

Ulises Gavia Díaz, diretor do Zofemat, informou à imprensa que é um experimento para acelerar a coleta das algas em um dos pontos mais críticos e disse que no momento eles não sabem até quando irão continuar aplicando pois depende dos resultados que ele fornece.

Autoridades federais, estaduais, municipais e empresários do turismo se encontraram na segunda-feira (18) para uma reunião que ocorreu menos de 24 horas após a apresentação do Plano Nacional de Turismo, que foi feito em Chetumal com a presença do Presidente Andrés Manuel López Obrador e do chefe do Ministério do Turismo, Miguel Torruco.

Especialistas da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) e do Ministério do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semarnat) trabalharão de maneira coordenada para impedir o avanço do sargaço.

Como parte das ações, o prefeito acrescentou que o governo municipal regulará o transporte utilizado para a coleta do sargaço em comum acordo com os sindicatos dos transportadores.

E o secretário federal de turismo, Miguel Torruco Marqués, disse que os recursos internacionais poderiam ser gerenciados para enfrentar a contingência e que a solução deve ser acordada com os governos da região caribenha afetados pelo sargaço.

“Esse problema, acredito, é muito grave porque pode afetar não apenas os fluxos turísticos, mas a economia da região, e é uma questão que vejo além de um problema ambiental, mas de segurança nacional”, afirmou Miguel.

 

Logo Viagem Caribe

Participe dos nossos grupos fechados no Facebook e no Whatsapp para trocar dicas e informações com outros viajantes.

Confira nossas dicas sobre:

Curaçao

Aruba

San Andrés

O Caribe

Anúncios