O sargaço é um problema?

Ultimamente tem aumentado significativamente a quantidade de sargaço no Caribe, especialmente nas praias do México e da República Dominicana.

Cancún, Playa del Carmem e Tulum, no México, e Punta Cana, na República Dominicana, são alguns dos destinos turísticos caribenhos que mais tem sofrido com essa invasão.

Praia em frente ao Hard Rock Café em Cancún – Foto Viagem Caribe

Os prejuízos são muitos, tanto na redução de turistas que acabam deixando de ir para estes destinos, quanto os investimentos que têm que ser aportados para limpeza das praias, mão de obra, equipamentos, solução adequada para o descarte e estudos para formas de utilização e aproveitamento das algas.

As razões para o aumento drástico destas algas ainda estão sendo estudados, mas alguns dos principais motivos são a mudança climática, que tem feito com que as temperaturas da água subam e as correntes marinhas mudem e também a poluição, já que esta alga é nutrida pelos poluentes encontrados na água.

A maior preocupação dos ambientalistas quanto ao crescimento destas algas é a probabilidade de se tornar um desastre natural. Primeiro porque elas absorvem o oxigênio da água, dificultando a vida marinha. Segundo porque, quando chega às praias e começa a se decompor, exala um cheiro muito forte por expelir ácido sulfúrico e arsênico. Além disso, sua cor e espessura dificultam a passagem da luz solar, fundamental para existência dos corais. E, além disso tudo, transformam a cor turquesa que banham as praias do Caribe em marrom escuro, o que decepciona os turistas.

O que está sendo feito para conter o sargaço?

Um navio de pesquisa com equipamento especializado de contenção de sargaço tem sido usado

Equipe da Marinha do México recolhendo sargaço para estudo
Foto El Sol del Mexico

O Instituto Castrense explica que está sendo feito um esforço em coordenação com o Ministério do turismo (SECTUR), o Ministério do meio ambiente e recursos naturais (SEMARNAT), o Ministério das Finanças e crédito público (SHCP) e o governo do estado de Quintana Roo, no México.

Para este fim, há um navio de pesquisa para realizar operações de contenção de sargaço no mar, com equipamentos especializados.

Foto El Sol del Mexico

Há também uma patrulha oceânica e uma embarcação tipo defensor para apoiar a colocação de barreiras de contenção, bem como embarcações menores.

Por terra, os elementos da Marinha mexicana realizam a coleta com pás e empilhadeiras do sargaço que é contido pelas barreiras que se encontram na linha costeira.

Da mesma forma, o pessoal naval especializado em programas contra a poluição do mar, coloca as barreiras ao longo da linha costeira e reposiciona-as de acordo com as necessidades e coordenações realizadas com as unidades pertinentes.

Foto El Sol del Mexico

Por via aérea há uma aeronave de patrulha costeira e helicópteros para monitorar a presença do sargaço na área de operação e ser capaz de orientar e direcionar para as unidades de superfície para áreas de maior incidência.

Para saber o que está sendo feito com o sargaço coletado veja este post. 

Participe dos nossos grupos fechados no Facebook e no Whatsapp para trocar dicas e informações com outros viajantes.

Para ajudar a organizar sua viagem fizemos parcerias com algumas das principais empresas. Clique nos links abaixo e confira as promoções vigentes! 😉

Booking.com (Reserva de hospedagens)
Chip de viagem (Chip para celular)
Logitravel (Cruzeiros marítimos)
Real Seguros (Seguro viagem)
Seguros Promo (Seguro viagem)
Submarino Viagens (Passagens aéreas e hospedagens)

Anúncios